JULGAMENTO EM PORTO ALEGRE : “LULA NÃO PODE SER CANDIDATO, SE FOR CANDIDATO NÃO PODE SER ELEITO E SE FOR ELEITO DEVE SER DERRUBADO...”

Por : Pettersen Filho

Guardando Paralelo Histórico com a Eleição de Getúlio Vargas, na Década de Cinquenta, quem se recandidatara para as Eleições Democráticas de então, mesmo após ter Governado o Brasil com Mão de Ferro, de 1930/45, quando foi Derrubado pelos Militares, o atual Julgamento de Lula, no Caso Triplex, em Segunda Instância, essa semana, em Porto Alegre, que definirá seu Destino, e a viabilidade de uma Nova Candidatura, para 2018, mediante a Condenação ou Reforma da Sentença do Juiz Moro, tem o mesmo significado, talvez, das palavras supostamente proferidas por Carlos Lacerda, quanto a Getúlio, seu Arqui-inimigo, que viria, efetivamente, a Derrubá-lo, no Incidente da Rua Toneleiros, mais tarde, em 1954, dão a tônica do significado da atual situação Política no Brasil, se transportadas daquela época, e aplicadas quanto a Lula: “Getúlio Vargas não pode ser Candidato, se for Candidato, não pode ser Eleito, e se for Eleito, deve ser Derrubado!”

 

                      Mas, então, como isso foi possível ???

                      Como, afinal, um Homem Rude, nascido em meio à Caatinga Pernambucana, quase que predestinado a uma vida medíocre de mero “Comedor de Calangos”, diante das intempéries, cujo único meio de transporte possível seria o “Lombo de um Jumento”, ou o “Banco Duro de um Pau-de-arara”, pressionado pela fome e pouca educação, alcançou, como de fato, por “Aclamação”, a Presidência da República de uma das mais promissoras Economias em Desenvolvimento, como o Brasil ?

                      Muito simples: Lula, embora sem Ideologia Política, era o “Cara” Certo, na Hora Certa e no Lugar Certo.

                      Desde que embarcou no Pau-de-arara, do Pobre Pernambuco, e veio para São Paulo, no entorno da Maior Cidade Brasileira, em pleno Processo de Industrialização e Sistematização do Estado Brasileiro, ainda sob a Batuta Firme dos Militares, Lula tomou a decisão acertada, e se fez Torneiro Mecânico e Sindicalista, embora que, quase por Instinto, menos que por Opção e/ou Ideologia, encontrando em tal contexto um melhor porvir.

                      Mergulhado em anos a fio de um Militarismo Ferrenho, que massacrara seus Opositores de Esquerda, nos Anos Sessenta e Setenta, após um súbito sucesso econômico, o “Regime”, pouco depois do dito Milagre Brasileiro, diante da Crise do Petróleo, que minara-lhe as forças, e o recrudescimento da Guerra Fria, por consequência, com a diminuição do “Medo do Comunismo”, na América Latina, assistiu as Pressões Populares pela Redemocratização, em que os Sindicatos e Movimentos Populares (Recém criados CUTMST e o próprio PT) passaram a ter voz ativa.

                      Com isso, foram necessários, não mais do que poucos Governos Conservadores, da, àquela altura, “Suspeita” Direita, ou Centro-direita, profundamente identificados com a Ditadura, quem levou homens como José Sarney, Itamar Franco, Fernando Collor e Henrique a fracassados Governos, para colocar Lula, automaticamente, em evidência,.

                      As próprias “Esquerdas”, desprovidas de Novos Quadros, ou de um Líder Carismático, como o é Lula, independente de Não-formado na Cartilha Estrita do Lenismo e do Trotskismo, aliadas a, então, “Interesses” de uma Desgastada Elite de ver um “Broche”, um Pseudo-populista, perfeitamente alinhado aos seus valores, e à Economia de Mercado, como Lula, quem pudesse falar diretamente ao Povo, e com quem o Povo se identificasse, desde que “Manipulável”, tinha muito a ganhar com isso...

                      Afinal, o Projeto de “Direita Clássica”, do Velho Coronelismo, já não funcionava mais no Brasil.

                      Ademais, a Conjuntura da Globalização, do Fenômeno China, crescendo a 10, 11 e 12% ao ano, e a franca disponibilidade de Capitais no Mundo, até 2008, favorecê-lo-iam no Front Internacional.

                      ...E foi assim que tivemos, sob o ponto de vista Macro-econômico, quiçá Social, um “Governo Lula” perfeitamente sintonizado com a Economia de Mercado, preservando Altas Taxas de Juros, e, por consequência, o Poder de Fogo dos Bancos, enquanto, por entre as frestas dos dedos, falando ao Povo, mas Governando para os Bancos, deixava cair, a titulo do Bolsa Família ou do Fome Zero, algumas migalhas de “Esmola Social” , no Velho Lema Romano do “Pão e Circo”.

                      Governando com total “Cooptação” da Sociedade Civil, Centrais Sindicais, fisiologismo, quanto aos Partidos Políticos, com um discurso marcado por um Governo “Sem Norte Ideológico”, impregnado de Instituições propositadamente fracas, enquanto Enrijecia o seu “Prestigio Pessoal”, e Fortuna Familiar, no mais tradicional Molde Caudilho, praticamente sem Oposição, finalmente, quando as Urnas proclamarem o “Resultado Final”, aos 03 de Outubro de 2010, próximo, mesmo que seja o seu sucessor Dilma Roussef, com quem está perfeitamente afinado, Lula não será mais do que um “Mito Pessoal”, disposto ao Largo da Praça dos Três Poderes, a assombrar o Ocupante que sobrevier-lhe no Palácio do Planalto, e o próprio Partido que instituiu e sobrepujou, em Imagem e Tamanho, o PT – Partido dos Trabalhadores...

                      Enfim, será como um Fidel diante de um Raul Castro, na Velha Cuba.

                      Terá vivido, Biograficamente, dias incríveis, provavelmente nunca mais reproduzidos por nenhum outro Mortal no Planeta, mas, a sua “Imagem”, e História Pessoal, irão com Ele, não sobrando nada para a nossa parca, e cômoda, Democracia .

                      Como, aliás, na “Fabula Infantil”, o Povo, após conhecer a Felicidade vendida nos “Gibis do Louvre”, verá que os “negros” Corcéis sempre foram, na verdade, modestos Camundongos, e que a “Carruagem Dourada”, que viveram em suas vidas, não passou de uma simples “Abóbora” Encantada:

                      Com a Edição da Lava Jato, e irrefutáveis provas de Corrupção do próprio Lula, Chefe de um verdadeiro Esquema Criminoso, chamado por alguns de !Governo”, verifica-se que nada, de fato, mudou no Brasil !

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.