TESTEMUNHO DE UMA PESSOA AMIGA SOBRE A SITUAÇÃO NO BRASIL

Por : António Justo

Eleições quentes e Esquerda radical em Delírio no Brasil e na Europa:

O Brasil é grande e por isso está mais sujeito à pilhagem; o maior problema  e o das eleições de Domingo será a manipulação dos dados eleitorais através de logaritmos.  Como as eleições não são feitas em papel torna-se mais fácil a manipulação como terá acontecido, segundo um estudo (a) nas eleições de Dilma em 2014.

Nestas eleições, os petistas são julgados pelo que fizeram ao povo brasileiro e Bolsonaro é julgado pelo que poderia vir a fazer!

 

Querendo eu ter uma ideia mais directa e autêntica sobre o que acontece no Brasil, dirigi-me à dra. Maria Manuela Strehl, que se encontra no Brasil, pedindo-lhe que descrevesse o que se passa. A amiga Manuela é uma pessoa honesta, não ligada a ideologias, mas conhecedora da realidade e para quem as pessoas constituem o centro dos seus interesses. Aqui vai o seu testemunho:

 

"Apanhei as eleições em cheio! São eleições atípicas porque escolheram os candidatos mais opostos!


Haddad é comunista e Bolsonaro é da direita.


Têm inventado muitas mentiras uns dos outros pelo que polarizaram ainda mais os candidatos.


Há muitas fake news tanto de um lado como do outro.


Quem não quer o comunismo e quem não quer que o Brasil vire outra Venezuela, vota em Bolsonaro.


Antes das eleições ele já sofreu um atentado e ficou muito ferido. Ele não é tão radical como a imprensa o mostra.


A imprensa daqui é toda da esquerda e a de Portugal também. Penso que os meios de comunicação da Alemanha tb na maioria são da esquerda e portanto mostrarão um Bolsonaro radical.


A maioria do povo brasileiro não quer Haddad porque está cheia de comunismo, pq quem tem estado a governar nos últimos anos são os petistas de Lula (comunistas) e roubaram muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito e foram demasiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiado corruptos e tentaram impor a ideologia de género à força nas escolas primárias e outros absurdos.


O povo brasileiro, que é muito cristão, quer manter a família tradicional de pai e mãe. Bolsonaro é a favor da família tradicional e seus valores. 
Bolsonaro não é tão radical como fazem dele. A questão é linguística, ele diz coisas inflamadas, mas dentro de um contexto, a imprensa retira frases do seu discurso e cria uma nova realidade, uns „pós verdade". 
Cerca de 40 milhões no Brasil são evangélicos ou de outras denominações cristãs não católicas. Seus pastores estão apoiando Bolsonaro.
De princípio Bolsonaro já ganhou porque no primeiro turno houve 20 milhões de eleitores


a votarem mais por Bolsonaro. Em 3 semanas não é possível que 20 milhões mudem de ideia. Aliás no Brasil quando houve 2. turno ganhou sempre o candidato que teve mais votos no primeiro turno. Haddad só pode ganhar nas seguintes situações: falcatruas nas urnas electrónicas (e há um medo generalizado em todos que venha a haver essas falcatruas e todos lamentam que não se possa votar em papel. Haddad poderá ainda ganhar se até Domingo conseguirem matar Bolsonaro. Assim a sua casa no Rio de Janeiro está super vigiada. O atentado a ele no dia 6 de setembro era mesmo para o matar. Já há 2 mortes na pousada onde Adélio, o criminoso, se hospedou em Juiz de Fora.


Haddad e o PT estão ainda tentando tornar Bolsonaro inelegível, por alguma corrupção, mas até agora nada conseguiram pq Bolsonaro, apesar de estar há muitos anos na política,
tem sido sempre honesto e até tem recusado privilégios financeiros...

 

Não havendo outra alternativa, Bolsonaro surgiu como uma esperança. Ele é ainda uma incógnita, esperemos que se for ele a ganhar as eleições, o Brasil realmente mude para melhor."

 

Este é o testemunho de uma pessoa sem benefícios a receber de uma facção nem da outra.

 

Ao observarmos a comunicação social tem-se a ideia que a esquerda anda em delírio por sentir a areia fugir-lhe debaixo de seus pés. Nesta luta não há meio termo, só extremos e cada extremo quer-se ver no centro do acontecimento.

 

O que se encontra em jogo é o poder institucional e social alcançado pela esquerda revolucionária radical, instalada sub-repticiamente nos lugares altos das ONGs, nações, EU e ONU e que, habituada a dominar a opinião pública, nota agora surgir concorrência por parte da direita.

 

No Brasil a esquerda radical tinha vindo a aplicar sistematicamente a agenda de suborno da cultura ocidental em nome de um socialismo marxista internacional; esperava a venezuelização do Brasil e o PT até já tinha anunciado a mudança da Constituição.

 

Em nome dos direitos humanos apresentam direitos particulares humanos que se destinam a desmiolar os direitos fundamentais humanos tais como a civilização ocidental os gerou e, deste modo, poderem, sem que o povo note, marxizar a cultura ocidental. A luta marxista já não é contra o capitalismo, a sua estratégia é o combate à civilização ocidental e aos seus valores.

Habituados à sua mais valia do pensar socialista politicamente correcto, prescindem de argumentação factual, bastando-lhe a demonização do adversário.

 

Enfim, cada um berra por democracia, mas à sua maneira (Foro de S. Paulo” (1)), como se só a sua fosse a Democracia; o Brasil, entregue aos comunistas, não se encontra em boas mãos, nem entregue a Bolsonaro torna-se numa incógnita dado ele, além de umas conversas particulares s´referiu querer combater a corrupção e a criminalidade. Contra F. Haddad correm mais de 30 processos (fase investigatória) etc (2). A imagem do PT dificulta outras alternativas. Pelos vistos pode-se prever que se os comunistas não ganharem não aceitarão os resultados e boicotá-las-ão nas ruas e Bolsonaro recorreria às forças armadas.

 

 

Como antigamente toda a gente era escolarizada no sentido de escrever com a mão direita, hoje encontra-se a ser socializada no sentido da sua maneira de pensar e de escrever ser à esquerda. Esta realidade provoca uma onda da direita a manifestar-se mais e mais.

 

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo, http://antonio-justo.eu/?p=5008

 

(1) Em 2014 o PT terá falsificado as eleições através de manipulações de logaritmos, como mostra um estudo de  um matemático informado em:https://www.youtube.com/watch?v=NVWeFgbpgNc

 

(2)    O “Foro de São Paulo” é um grupo de esquerda continental com mais de 100 partidos e organizações políticas da América Latina que pretendem o domínio político dos países latino-americanos. É um Foro empenhado em combater o liberalismo económico e na expansão do comunismo na América Latina; pelo que se observa fazem uso da democracia para miná-la nas suas bases.

 

(3)    Na governação Lula/Dilma houve mais interesse pela implantação da ideologia no sentido do “Foro de São Paulo” do que defender a economia e a independência/unidade do povo brasileiro. Quanto à ideologia do género a própria presidente Dilma não tinha sequer escrúpulos em falsificar a língua querendo como correcta a palavra presidenta. Também é um facto que os cabecilhas do PT (Lula, José Dirceu, Palloci, etc, e de outros partidos) foram condenados judicialmente. Apesar disso a esquerda radical apoia o PT porque o que está em jogo, não é o bem do povo brasileiro e caso percam, dá-se o enfraquecimento da sua agenda internacional contra a cultura ocidental.