7 X 1 : BLITZKRIEG ALEMÃ FUMINA O BRAZIL...

Por : Pettersen Filho

 Em Batalha Campal, mais assemelhada à “Entrega” do Governo de Vichy, quem combateu o General Resistente da França Derrotada pelas Forças Nazistas de Adolf Hitler, na Segunda Grande Guerra Mundial, Charles D`gaule, aos efêmeros Dez Minutos do Primeiro Tempo da Partida de Futebol na “Arena Mineirão”, em Belo Horizonte/MG, no Ano de Jesus Cristo de Dois Mil e Quatorze, em plena Copa do Mundo da FIFA de Futebol, a Equipe Alemã bateu, definitivamente, como uma Blitzkrieng encomendada, a Seleção Brasileira de Futebol, culminando num placar digno de Auchwitz, como quem manda os Judeus ao Holocausto, a Escrota Canarinho, num Arianismo Futebolístico sem precedentes.

 

 

Menos culpado pela “Derrota”, o Professor Felipão, como era endeusado o Técnico Felipe Scolari, “Napoleão Vencido” de toda uma Pátria, contudo, Milionário, quem nos ensinou a amarga Derrota, por sua única, e exclusiva Culpa, no que foi ajudado pelos demais Atores Coadjuvantes, Jogadores da Seleção Canarinho de Futebol, viram-se encurralados, tal como a Polônia, em 1939, quem viu, numa súbita madrugada, Tropas Panzer do Terceiro Reich, transporem as suas Fronteiras, e, numa Guerra Assimétrica, dispor, Tanques Blindados e Aviões Bombardeiros Stuka, contra Soldados Cavalarianos Cruzados, anexarem a própria Polônia, aos olhos escandalizados do Mundo.

 

Hoje, sem que isso menorize a sua Vitória, “Menos Senhores” do seu próprio País, Ocupados por Tropas Estadunidensses, desde 1945, tal qual nós, Brasileiros Ocupados, pela Coca-cola Company e pela malfadada Globalização, desde a Grande Segunda Guerra Mundial, jamais foi dado ao Reich Alemão, tamanha Concessão, como a das Terras Alterosa, que abrigam a “Arena Mineirão”.

Vitória que, por certo, será assimilada pela Mídia, como mera adversidade, não programática, em tempos que o próprio Poder, diga-se “Status Quo” Governamental, apoiam a relutante Venezuela, e o recalcitrante Irã, “Homens” do calado de David Luiz, ou do Jovem Bernard, e Generais Egocêntricos, como o Felipão, jamais escaparão do inevitável “Tribunal de Nuremberg”, que acometeu os Nazistas, com a Vitória Aliada, diga-se de passagem, majoritariamente Russa, no Grande Conflito...

Choro, não pela Derrota, mas pela entrega, à Nike, à Addidas, ou a CIA, além de todas as outras minha culpas.

Dai eu vos pergunto:

Não teria sido bem menos sofrível a derrota para o Chile, nos Pênaltis ?

Isso, só a História, ou as Eleições vindouras, nos dirá !

 

Sobre o tema, Leia também:

http://www.abdic.org.br/index.php/297-world-fifa-cup-in-brazil-uma-copa-sob-estado-de-sitio 

http://www.abdic.org.br/index.php/218-copa-do-mundo-o-fator-giglia 

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS, POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO