VOO MH017 MALASIA AIRLINES : "UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA..."

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho

Não estamos no Inverno do ano de 1983, e a Guerra Fria, entre os EUA e a antiga URSS não, mais, frequenta as manchetes das páginas de Jornal. Não se trata de um voo não autorizado de um avião de passageiros, da Korean Airlines, sobrevoando um Território disputado entre a arrogante Potência Comunista, URSS, e o Japão, na Ásia Extrema, sordidamente abatido por caças Mig Soviéticos, ceifando, em tempos de Guerra Fria, a vida de cerca de trezentos passageiros, demonstrando o quanto pode ser arrogante a Governança Mundial...

 

 

A Cortina de Ferro que separava a Europa Oriental da Ocidental, bem como o velho Muro de Berlim, que separava as duas Alemanhas, sequer existem mais...

 

O Comunismo, como “Sistema Político”, ora, encontra-se praticamente banido do Planeta. A Rússia, herdeira geográfica, como Estado Nacional, da URSS, já não ameaça mais varrer, com seus misseis atômicos, a epiderme do Globo, transformada numa tímida Federação de Países Independentes, numa cocha de retalhos do que sobrou da URSS...

 

Suas fronteiras, ao longo dos anos, desde  aquele 1983,em que o Boeing da KAL foi abatido por sobre as Ilhas Sacalinas,  retrocederam, voluntariamente, desde a Ocupação contra as Tropas Nazistas que assolaram a Europa, até as imediações da antiga fronteira, da Rússia dos Czares, libertando toda a Europa de Leste..

 

 Polônia, Tchecoslováquia,, Letônia, Estônia, Bósnia, ora, foram incorporadas à Otan - Organização do Tratado do Atlântico Norte, ao contrário do que prometeram à Gorbachev, quando da Unificação Alemã...(A antiga Iugoslávia já não existme mais...)

 

A Aliança Atlântica, Otan, não se avizinha, mais, com a Alemanha Oriental, nem mais tem como rival o Pacto de Varsóvia, e, ora, está em plena Campanha Expansionista, nos campos orientais da Ucrânia, de quem destitui Governo Legítimo, Pró-rússia, às Margens do Mar Negro, prestes a bater nas portas do próprio Klemlin, que, com certa dose de razão, sente-se acuado...(Retroceder, até quando ?)

 

A realidade das ultimas décadas, novamente, põe em confronto a Europa e EUA, com os Russos, não mais Comunistas, mas, ainda sim, tidos pelo Ocidente como vilões (Lhes é mais cômodo, costumeiro)...

 

O que se cogita na Rússia, não é mais se a Otan vai parar na Ucrânia, mas, quando, chegará às Ruas de Moscou...

 

Estarão eles, Russos, enfrentando um Novo Napoleão, enfurecido, ou serão as Tropas da Wehrmacht, que se aproximam para o cerco, com suas Unidades Panzer ?

 

Enquanto isso, no céu de Donetsk, Oeste da Ucrânia, os Separatistas Pró-russia, olhos postos na Batalha, detectam um sinal de radar, tal qual os que, volta e meia, acusam as incursões de Aviões do Governo Central de Kiev, em missões de Bombardeio, contra suas posições, Ultima Trincheira, antes que o Ocidente, chegue à Rússia...

 

Peça Teatral Macabra, em que ambos os lados usam mascaras, como sempre o foi, na Koreia e Vietnam, cada lado manipula seu Fantoche, sem aparecer, mas, efetivamente, comparecendo

 

Sem opção, guarnecidos pelos Russos, com sofisticado equipamento anti-aéreo, os Separatistas não titubeiam..

:

Disparam o fulminante míssil contra o Voo da Malasia Airlines, com trezentos passageiros a bordo, acreditando ter abatido um avião, Antonov, de Kiev, à serviço da Otan.

.

No Oriente-médio, Israel renova a sua Cinquentenária Missão contra a Faixa de Gaza,  pelo mais completo extermínio, matando cerca de trezentas pessoas...

 

Estamos no ano de 2014 de Jesus Cristo...

 

Todos são culpados, não há inocentes nesse “Jogo”:

 

 

Nada mudou !

 

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.

 

OPINIÃO DO LEITOR:

Por : Iraê Sassi

 

Sr. Pettersen, recebo o Jornal Grito do Cidadão não sei exatamente porque, e quando posso leio os seus artigos. Mas na questão da derrubada do avião sobre a Ucrânia o Sr. endossa a tese de uma das partes, a mesma que promoveu o golpe de estado fascista na Ucrânia colocando no poder o Sr. Poroshenko,de que teriam sido os "rebeldes" a derrubar o avião da Malaysian airlines. Justamente por se tratar de um contexto de propaganda de guerra, eu lhe recomendaria ter mais cautela. Mesmo no caso do 747 da Korean airlines (eu estava na Itália na época dos fatos), é preciso lembrar, por mais cruel que seja a derrubada de um avião civil, que um 747 NUNCA SE EQUIVOCA DE ROTA e que este sobrevoou áreas vitais para a segurança da ex-Urss na época, e jamais mudou de rota apesar de sinais de rádio e visuais feitos por aviões caça que tentaram obrigá-lo a mudar. Tudo isso já está amplamente esclarecido. Ficou mais que claro que se tratava de uma operação militar norte-ame
 ricana para testar as defesas missilísticas soviéticas numa época em que o louco do Ronald Reagan andava pelo mundo com o dedo no gatilho. O fizeram sem o menor escrúpulo, como derrubaram um avião civil na Sicília pensando que atingiam o avião do Khadafi. E o que dizer agora, em que o presidente Putin passou na mesma rota uma hora do avião da Malasian uma hora antes do acontecido, vindo do Brasil? Coincidência demais? Não temos que ser ingênuos nessas questões, o Sr. mesmo afirma que há um cerco a Moscou. A coerência diz quem é o agressor e o agredido. Obrigado pela sua atenção, Iraê Sassi, jornalista e tradutor.

 

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.