A CBF, DUNGA, BRANCA DE NEVE E O FUTEBOL BRASILEIRO...

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho 

Numa sacada pouco original, no mínimo ortodoxa, como quem “Joga para a Galera”, a CBF – Confederação Brasileira de Futebol  Association, sem renovar em nada o Futebol Brasileiro, em sua estrutura e dinâmica,, mas, perante o Público, fazendo-o, num anúncio bombástico, depois da Blitzkrieg Alemã, dos 7 x 1, da Copa do Mundo da FIFA, acaba de anunciar o nome do novo Técnico da Seleção Brasileira, tratando-se ele, de ninguém mais do que: Dunga, quem, outrora, na Copa de 2010, conduzira o Brasil à um digníssimo Sexto Lugar na Copa da África do Sul.

 

 

Vindo das bases da Seleção Brasileira, em exitosa carreira, como Jogador, há que se reconhecer, obstinado e raçudo, mas, nem tanto, como “Técnico”, Dunga, quem guarda o Homônimo de um Personagem das Estórias Infantis, da Branca de Neve e dos Sete Anõezinhos, como carinhosamente era tratado pelos Colegas em Campo, e como, efetivamente, ficou conhecido em sua vida de Jogador Profissional, agora, novamente, de novo e again, Técnico da Seleção Brasileira, de onde saíra às turras com a Imprensa, depois do fracasso contra a Holanda nas Semi-Finais, 2 x 1, volta, á Convite da CBF, depois de muito se falar na possível contratação de um Técnico Estrangeiro, com a amarga missão de renovar o Futebol Canarinho.

 

Tarefa, contudo, inglória, em se tratando do verdadeiro “Cartel de Interesses” que representa a CBF, Balcão de Negócios particulares, de Cartolas e Patrocinadores de Futebol, geralmente grandes marcas de Material Esportivo, tipo Addidas ou Nike, ou interesses contratacionais de Grandes Clubes, no Mega Negócio que se tornou o Futebol no Planeta, desde que saiu dos campinhos de várzea, no interior do Brasil, e se Profissionalizou, vertendo verdadeiras fortunas, a mudança, contudo, almejada pela CBF, não pode resumir-se na simples escolha de um Nome, como o de Dunga, por mais que respeitável, sem que se passe pelos gargalos do Esporte, “Futebol”, desde a valorização dos Times ditos Pequenos, da Pratica Esportiva nas Escolas e Praças, sem a cooptação pelo Poder Econômico, ou sem que se trate o Futebol, não como uma Empresa, mas, “Órgão de Estado”, a nível, mesmo, de Ministério, a fim de que o Interesse Nacional, prevaleça sobre o Interesse Econômico, ou dos Clubes.

 

Somente assim, com mudanças Estruturais, com Independência do Técnico, sem submissão aos Cartolas, e à própria CBF, baseado na Escalação de jogadores, por critérios absolutamente Técnicos, ante aos Políticos, poderia, realmente, algo, mudar no Futebol Brasileiro.

 

 Coisa, infelizmente, no atual andar da carruagem, impossível de se acreditar

 

Possibilidade, no entanto, ausente, na presente nomeação, ao meu ver, apenas mais uma pincelada de cal no meio-fio, para tornar o paralelepípedo mais bonito, contudo, ainda assim, apenas um Paralelepípedo, destina-se a nomeação, ora, de Dunga, inexoravelmente, a ser apenas mais um Técnico Tampão, até que se aproxime a próxima Copa, na Rússia.

 

Agora, contudo, é assentar e aguardar o nome dos demais membros da Comissão Técnica, a ser divulgada pela CBF, quiça, vai ai a minha sugestão:

 

Mestre, Dengoso, Atchim, Feliz, Soneca e Zangado...

 

E o Circo tá armado.

 

Leia também, sobre o tema, a Crônica :

http://www.abdic.org.br/index.php/313-copa-fifa-2014-soy-argentino-com-mucho-orgulho-com-mucho-amor    

http://www.abdic.org.br/index.php/305-7-x-1-blitzkriieg-alema-fulmina-o-brazil

 

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.