A LEI DE “MÍDIA” ARGENTINA E A REDE GLOBO DE TELEVISÃO...

Por : Pettersen Filho

Enquanto a Argentina , mais uma vez, chama a atenção do Mundo pela validação, por parte da sua Corte Suprema, da polêmica “Lei de Los Meios”, na pratica, mais um Capitulo do embate histórico entre o Grupo de Mídia Clarín e os Kirchner , na Argentina , cá no Brasil , habituados, em nosso imaginário, não nos cansamos de falar, nas rodas de boteco e reuniões informais, relativo aos nossos “Hermanos”, do outro lado da fronteira do Rio Iguaçu, numa clara referência ao seu Elevado Ego  e Sobrepesado  Amor  Próprio, que: “O melhor negócio do Mundo é comprar um Argentino (por assim dizer, brincamos) por quanto ele vale, e vende-lo por quanto ele acha que vale”

 

Superego a parte, os Argentinos , isso, temos que admirar neles, possuem, realmente, um profundo censo de Patriotismo Nação , repletos de simbolismo, com valores muito arraigados, tais como o Tango, Carlos Gardel, o Boca Juniors, La Bombonera, o Peronismo, e outras coisitas mais, completamente admiráveis...

País , um dos maiores produtores mundiais de carne e trigo, Povo , essencialmente, culto, cuja pobreza econômica e favelas são um fenômeno bastante novo, de duas ou três décadas atrás, membros prioritários do Mercosul , Aliança Platina de Comércio Regional entre Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina, nunca, jamais, titubearam em fechar suas fronteiras, sem qualquer pré-aviso, ou cerimônia, sempre que internamente ameaçados de desabastecimento, ou excesso de produtos, mandando as favas o próprio Mercosul , seja proibindo a exportação do trigo, cujo maior comprador o próprio Brasil , ou seja, evitando o Dumping Internacional, fechando o ingresso de nossos refrigeradores, tão logo desnacionalizada a nossa Linha Branca , quando as nacionais Brastemp, Consul e Prosdocimo, deram lugar a GE e Westinghouse, americanas, ou, mesmo, quando nossos calçados, Gaúchos, representaram ameaça aos fabricantes locais.

Homens de gênio tempestivo, decididos no que fazem, seja no Futebol ou na cenografia cinematográfica do seu Tango , não vacilaram, quando tiveram que dar o Calote no Mundo, década passada, e decretarem a Moratória unilateral, ou ao atacarem, e quase vencerem, a Inglaterra , nasMalvinas , peitando e impondo uma efetiva Derrota Militar, a uma Potência Europeia.

Não vindo, contudo, tais admiráveis constatações, ao caso, a dita “Lei de los Meios”, como a batizaram os Hermanos , embora se caracterizando por ser um embate entre o atual Grupo Político que domina a Argentina, os Kirchner , o que poderia transformá-la numa Lei , aprovada em 2009, meramente Casuística , somente agora interpretada pela Suprema Corte, que, na pratica, dissolve a grande maior parte do Grupo Clarin , adversário político do Governo, ao estabelecer que Mídiaalguma pode ter uma Concessão Pública de Comunicação , agora, restrita a não mais de dois anos, com Fiscalização Semestral pelo Governo, cuja base geográfica não pode, mais, ser irrestrita, de alcance Nacional, ora delimitada a cerca de duas dezenas de Cidades, além de não poderem, mais, acumularem simultaneamente Canal Aberto e Canal Fechado, tal Organograma , de fato e de direito, simplesmente, aniquila o Grupo Clarin , que terá de vender sua Rede a Cabo, e suas Conveniadas, em toda a Argentina , em atendimento a Lei.

Exceção dos Canais Públicos, de Universidades, Igrejas e ONG`s, é o que se anuncia, da Lei, tal imposição se revela, na verdade, um “Golpe” de Cristina Kirchner à atual Mídia Argentina , majoritariamente, ao Clarin , que sempre atuou como Adversário Político do Governo, aliás, como não o deveria ser, como Concessão Pública de Comunicação , nem amigo, nem inimigo, mas, isento.

Tendo, naturalmente, por norte, o que ocorreu na Venezuela , onde a RTV Venezuelana , que operava politicamente contra Hugo Chavez, foi fechada por aquele Governo, as informações que nos chegam aqui, no Brasil , predominantemente, através da Mídia Tupiniquim , tratam a Lei Argentina como mecanismo transverso de “Censura”, desde já, exorcizando qualquer paradigma possível, no afã de que, um dia, quem sabe, não possam nossos Legisladores tomar qualquer iniciativa assemelhada, ameaçando seus Impérios Midiáticos .

Partindo, contudo, do pressuposto que o próprio “Mensalão – Escândalo Político/Financeiro”, noBrasil, atendeu, como pretexto, à “Verbas Publicitárias”, cujos Anúncios, e Campanhas Oficiais de Governo, somando Bilhões de Reais, muitas vezes, Orçamentos que beiram o PIB de algumas Nações menores do Planeta, tamanha a envergadura, necessariamente, em regra, no final, aportam nos Canais de Televisão.

Afinal, quem, segundo a atual Legislação Brasileira , diversa da Argentina , em sã consciência, poderia conceber que, por exemplo, a “Novela das Oito”, da Rede Globo de Televisão , quem nivela por baixo, na sua qualidade televisiva, abordagem, e temática, bem como nos valores morais e culturais, que encerra, por acaso, um dia, não seja apresentada, como mero produto econômico, enlatado cultural, do Oiapoque ao Chuí, ou que uma chata Decisão do Campeonato Brasileiro, entre FlamengoCorinthians , por uma dessas fatalidades do destino, não seja nacionalmente exibida, quiça, alcançando, despretensiosamente, uma Taba de alguma Tribo na Amazônia, ou uma Roda de Churrasco, no Pampa Gaúcho, que coisa alguma tem, regionalmente, com isso...

Seria mesmo, inconcebível, não é ?

Como, então, poderia viger no Brasil, da Rede Bandeirantes, cuja Programação Nacional, trás, por excelência, uma temática eminentemente Paulista, parecendo querer transformar o Brasil todo numa grande Pauliceia Desvairada, ou numa espécie anômala de “Patria de Chuteiras” sem lugar par regionalismos, ou, ser aceitável, no Brasil da Rede Record, uma Programação menos Teológica, num País oficialmente Laico, que, embora exortando Deus, faz na sua Rede Noticiosa, muito mais, Apologia ao Diabo, pregando a sua real existência, em Progrmas repletos de Sexo, Sangue e Violência, como numa Cidade, permanentemente Alerta ?

A que propósitos, de Concessão Pública, atendem ?

É como diria, enfim, de forma vazia e em Rede Nacional Intragável Faustão : “Ai Galera...”, ou, “Ô Louco, Meu...”

Seria, redundantemente, enfim, o próprio Fím do Império que as sustentam...

... e nisso “Los Hermanos Argentinos” tem alguma razão.

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS,  POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.